Viagem para Foz do Iguaçu: viajamos do Nordeste ao Sul

Viagem para Foz do Iguaçu: do Nordeste ao Sul



Saímos do Nordeste brasileiro rumo ao Sul do Brasil. O que iríamos fazer no Sul, isso já estava definido: trabalhar!

No Nordeste há trabalho, como no Sul há. Mas, pensávamos ser interessante trabalhar no e com o desconhecido, afinal, nunca dantes havíamos pisado nossos pés em terras sulistas.

Sem dúvida, grande desafio! Mas, estávamos dispostos e confirmados por Deus. Nossos planos nos motivava a cada segundo a seguir rumo ao Sul. Afinal, pretendíamos até mais que trabalhar: desfrutar, conhecer o desconhecido, trilhar caminhos que talvez em nossas maioridades senis não nos fosse possível trilhar.

O trabalho era garantido. Um problema a menos. Por isso, não iríamos, graças a Deus, começar aquela vida de faz e entrega currículo; corre numa e noutra empresa para entrevistas; recebe milhões de “nãos”, enfim, o trabalho e o local já estavam definidos, até o montante salarial já era sabido. Isso
porque fomos transferidos de uma instituição para outra. Esses detalhes nos ajudou em todo o processo de preparação da viagem para Foz do Iguaçu.

Enfim,  partimos. Era o dia 12 de novembro de 2013, uma terça-feira chuvosa. Saudades ficavam, saudades iam nos acompanhando. Fizemos uma longa viagem de 5 dias. Assim foi, porque paramos por diversas vezes e interrompemos o percurso para visitar parentes e amigos.

A viagem, contaremos em momentos oportunos. De antemão, cabe saber que chegamos em paz, no dia 16 de novembro de 2013, um sábado, por volta das oito horas e trinta minutos da noite.

Dormimos num hotel que reservamos o quarto lá no momento. A reserva não foi fácil, afinal, dia 16 de novembro era o primeiro dia depois de um feriado nacional que se prolongou entre sexta, sábado e domingo. Como a cidade é turística, os hotéis e pousadas estavam simplesmente lotados. Uma desistência de última hora salvou nossa pátria.

Sabemos que tudo é permissão de Deus. Como saímos do Nordeste sem dia marcado para chegar ao Sul, não atentamos ao fato de que dia 15 de novembro era o feriado da proclamação da República. Afinal, nós estávamos em viagem para Foz do Iguaçu numa espécie de folga no trabalho, de feriado mais que prolongado.

A desistência foi preparação de Deus. Era de uma reserva para quatro pessoas. Por esse motivo ficamos em um quarto amplo de um hotel no centro de Foz do Iguaçu – o Hotel Foz Príncipe. E o preço que pagamos foi o mesmo de um quarto para duas pessoas. Afinal, nós estávamos ganhando sim, e o proprietário não queria perder uma reserva.

Acomodadas as malas, fomos à procura de comida. Encontramos um posto com uma loja de conveniência. Lá, já cansados, com sono e fome, com aquela vontade de se afastar do vai e vem de uma cidade turística em pleno feriado nacional e prolongado, decidimos por comer uma pizza com refrigerante naquela conveniência bem tranquila.

Mais tarde, dias depois, viríamos a saber que ali era a Avenida Jorge Schimmelpfeng, portanto, um dos corredores de gastronomia turística da cidade de Foz do Iguaçu.

Voltamos para o hotel e quando dormimos já era quase duas horas da manhã do dia 17 de novembro de 2013.

Para o bom português, há distinção em falar ou escrever: “Viagem para Foz do Iguaçu” de “Viagem a Foz do Iguaçu”.

Para a primeira forma, se diz daquele ou daquela que viajará para Foz do Iguaçu para ficar, para morar. Para a segunda forma, temos a ideia de viagem com retorno próximo, por exemplo, uma viagem turística em que se vai mas logo volta para a terra de origem.

No nosso caso, era uma viagem para Foz do Iguaçu. Se iremos voltar para a nossa terra de origem, isso é assunto para nosso Deus, lembrando que temos sim o prazer e o desejo de um dia voltar.

A nossa viagem para Foz do Iguaçu e a tripliciação na fronteira em que a cidade de Foz do Iguaçu faz parte, será contada aos poucos durante os próximos dias, meses ou anos.

Que vivamos e nos alegremos pois a viagem para Foz do Iguaçu é para quem tem vida e alegria; para quem tem planos e desejo de crescer na vida.

Viagem para Foz do Iguaçu, enfim cumprida! Temos agora o desafio da adaptação e, então, viver a vida!

Bem vindo a Foz do Iguaçu!
COMPARTILHE

Viver na Fronteira

Acompanhe o blog Viver em Foz do Iguaçu e obtenha informações de como é viver em Foz do Iguaçu e na Fronteira Brasil, Argentina e Paraguai.